Arroz

Nos anos 80, não existia ainda a moda do detox, mas as comunidades alternativas adotavam o uso de dietas especiais para melhorar a saúdas e a qualidade de vida. A Macrobiótica era a palavra de ordem. Uma dieta a base de 70% de arroz integral e 30% de legumes e verduras cozidas apenas em água, com o mínimo de sal e condimentos. Era proibido tomar muito líquido e evitar o máximo o uso de frutas cruas. Para radicalizar, existia também a prática da semana de desintoxicação. Sete dias a base somente de arroz integral cozido e chá, do café da manhã até dormir a noite… Era o detox da época!

A macrobiótica passou da moda, mas o principal componente, arroz, ainda é o carro chefe de muitas dietas saudáveis. Usado a milhares de anos o arroz é considerado, principalmente no oriente como o principal alimento dos humanos. Entre as qualidades principais do arroz está a facilidade de absorção dos nutrientes e o fato de ser um poderoso eliminador de radicais livres do sangue, ou seja, um alimento que realmente desintoxica.

Seguem abaixo os tipos de arroz que podem ser encontrados no mercado para fazer um belo detox…

Arroz negro, também conhecido como “arroz proibido”, foi muito cobiçado na China antiga, pois era servido apenas para o imperador e outros altos funcionários da côrte. Esse tipo de arroz oferece um grande perfil nutricional. O intenso pigmento roxo contém altas proporções de antocianinas e flavonóides. Estes são ricos em fitonutrientes anti-oxidante, anti-microbiano e propriedades anti-cancerígenas. Outros micronutrientes chaves incluem ferro, cálcio, potássio e zinco.

O arroz vermelho era também muito usado na china, dinastia Tang. Como o arroz negro, esta variedade também é rica em antocianinas, aumentando assim o seu perfil nutritivo . O grão não processado é rico em proteínas e fibras alimentares. O arroz vermelho é especialmente rico em ferro e magnésio e auxilia no sangue e na saúde cardiovascular. Outros micronutrientes essenciais são: cálcio, zinco, potássio e niacina .

Arroz integral é o próprio arroz branco, sem o polimento que sofre o arroz branco após a retirada da casca. Embora tenha maior valor nutricional que o arroz branco, antigamente era considerado como inferior, por não ter sido totalmente processado. O arroz integral contém muitos dos nutrientes que são removidos do arroz branco durante o processamento industrial, incluindo a fibra, que é importante para a manutenção do peso, bem como a prevenção da diabetes e doenças cardiovasculares. Micronutrientes chaves do arroz integral são: magnésio, potássio e zinco.

Arroz selvagem, é um dos únicos grãos nativos da América do Norte . Embora comumente confundido com um tipo de arroz, na verdade é um grão aquático, um cereal independente, que cresce em terrenos úmidos e rasos . Enquanto a maioria dos cereais contém glúten, o arroz selvagem está livre, principalmente para indivíduos com doença celíaca ou com sensibilidade ao glúten . O arroz selvagem também é bastante rico em proteínas e fibras alimentares. Micronutrientes chaves são: ferro, potássio, zinco, niacina e folato.

O arroz branco é o mais popular tipo de arroz. É muito consumido devido ao seu baixo custo atual e validade de uso longa. O arroz branco contém aproximadamente a mesma quantidade de calorias como as outras variedades mas, no entanto após o processamento, perde vários componentes nutricionais importantes, como as fibras e outras vitaminas. Contudo, ainda assim é considerado pela medicina chinesa um nutriente especial para todas as idades devido a fácil digestão e aos fatores anti-oxidantes. É também muito indicado para os enfermos e idosos, devido maciez e digestão fácil dos grãos.

Etiquetas: